top of page
  • Foto do escritorFernanda Rettore

Presidente da ONG AMAVIRARAS Organiza Confraternização no Hospital Universitário de Brasília



Na tarde de segunda-feira, 18 de dezembro, o Hospital Universitário de Brasília foi palco de uma emocionante confraternização organizada por Lauda Santos, presidente da ONG Amaviraras e co-fundadora do Espaço Mundo Raro. O evento reuniu pessoas engajadas na causa dos pacientes raros em um momento especial, com o objetivo de comemorar mais um ano de trabalho e parceria.


Lauda Santos, conhecida por seu serviço incansável em prol dos pacientes raros, juntamente com a administração da Amaviraras, dedicaram esforços para a organização do evento. Prepararam canecas personalizadas, comidas e bebidas, em busca de proporcionar uma tarde especial para os convidados. A confraternização teve início às 13h30 e contou com a presença de profissionais da saúde, representantes de instituições ligadas à causa dos pacientes raros, familiares, voluntários e demais entusiastas do trabalho desenvolvido pela ONG Amaviraras e pelo Espaço Mundo Raro.



O ambiente do Hospital Universitário de Brasília foi tomado por uma atmosfera de solidariedade e gratidão, refletindo o envolvimento dos que ali estavam com a causa dos pacientes raros. Durante a confraternização, compartilharam histórias pessoais emocionantes — de desafios e superações já vivenciadas — que, por sua vez, foram recebidas com muita empatia entre os presentes. Ao passo que dividiam as vivências, evidenciavam o impacto positivo das iniciativas lideradas pela ONG Amaviraras em suas vidas.


Em meio a troca de experiências e histórias inspiradoras, Lauda Santos agradeceu a todos pelo apoio e trabalho contínuo, que contribui para a superação de desafios inerentes às condições raras e para o avanço na luta pelos direitos dos pacientes. Além de expressar sua gratidão, ressaltou a importância de cada pessoa na construção de um futuro mais justo e acolhedor para os raros e suas famílias. Por fim, reforçou o propósito da confraternização como um momento para fortalecer os laços entre os envolvidos na missão, renovar energias e celebrar as conquistas alcançadas ao longo do ano. Em seguida, reafirmaram o compromisso de seguir em frente no propósito pela valorização e respeito às singularidades dos pacientes raros.





33 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page